segunda-feira, dezembro 03, 2012

Lactoferrina

Lactoferrina





A lactoferrina é uma glicoproteína, que se encontra no leite, com função importante na defesa biológica. Está presente em grandes quantidades no leite materno e principalmente no colostro. Para além de se apresentar no leite materno, também se encontra nas lágrimas, saliva, secreções nasais, mucos e secreções externas dos órgãos internos. A lactoferrina encontra-se nos neutrófilos, constituindo um importante factor de defesa, capaz de proteger contra o ataque de corpos estranhos, como bactérias ou vírus.
A lactoferrina tem uma capacidade muito alta de se ligar ao ferro férrico, e por essa característica é capaz de inibir o desenvolvimento microbiano.
Quando se contrai uma infecção, a concentração sérica da lactoferrina sobe de forma muito rápida. Ao chegar ao local da infecção, a lactoferrina une-se a todo o ferro existente nesse local e, dessa forma, combate as infecções por causar uma diminuição da concentração do ferro no local  que também é necessário à sobrevivência bacteriana, seu crescimento e multiplicação.


 

A lactoferrina, uma proteína que integra o sistema imune inato, tem funções anti-inflamatórias, anti-microbianas e na reparação das feridas. É omnipresente nas membranas.
O metabolismo do ferro é equilibrado por acção da lactoferrina por favorecer a fixação do ferro existente nos alimentos e aumentar a sua absorpção, protegendo dessa forma as reservas marciais do organismo.
A composição da microflora intestinal, que tem acção importante no favorecer da saúde do hospedeiro, é modelada pela lactoferrina.

  
http://youtu.be/4913eTw6sUU


Crescimento das bifidobactérias e das células NK ( natural killer ) é aumentado pela acção da lactoferrina, sendo assim parte essencial na manutenção do sistema imunológico. Nos doentes com HIV a fazerem retrovirais, a lactoferrina joga um papel importante como coadjuvante daquela medicação. Também nos casos de hepatite C e herpes simples a lactoferrina é um auxiliar importante na terapêutica. A lactoferrina apresenta também acção fungicida importante.


A lactoferrina actua pelo sequestro do ferro, impedindo este elemento de ser utilizado por bactérias e vírus, e dessa maneira impede a multiplicação e, simultâneamente, produz alterações ao nível da membrana bacteriana capazes de levar à morte do microorganismo.
Tanto nos adultos como nas crianças, a lactoferrina actua como um escudo nas infecções independentemente da etiologia destas. Potente anti-oxidante, previne a formação de radicais livres e participa nas alterações celulares que se dão com o envelhecimento.
A lactoferrina tem propriedades anti-inflamatórias pela capacidade de diminuir a libertação de interleucinas e prostaglandina E. Também influencia no aumento da densidade óssea, combatendo o surgimento da osteoporose e reduzindo a predisposição óssea a fracturas.


Outra das propriedades da lactoferrina é a sua capacidade de combater o surgimento de células pré-cancerosas do baço e cólon.


 http://youtu.be/Zx3yCdhBTNk


A lactoferrina, proteína secretada nos neutrófilos, é semelhante à transferrina competindo com esta pelo ferro e diferindo em 3 aspectos importantes:
 - maior afinidade pelo ferro especialmente em pH baixo
 - não transfere o ferro às células eritropoiéticas
 - retida, de forma rápida e activa, pelos macrófagos
Estas 3 propriedades da lactoferrina conferem-lhe a capacidade de dificultar a mobilização do ferro dos depósitos e, por conseguinte, a eritropoiese fica dificultada.

4 comentários:

  1. Quem tem intolerancia a lactose, pode tomar lactoferrina?

    ResponderEliminar
  2. Quem tem intolerancia ao glutem, pode tomar lactoferrina?

    ResponderEliminar
  3. Bom dia

    Não conheço nada publicado na literatura que o impeça

    ResponderEliminar